terça-feira, 22 de março de 2011

A arte de Fotografar

“Antes de tudo, a fotografia é uma atividade divertida. É feita para registrar lembranças e comunicar nossas idéias e pensamentos, e é a única em sua capacidade de congelar para sempre um determinado instante do tempo. É isso, talvez, que lhe confere um encanto universal”. (John Hedgecoe, fotógrafo e escritor)

Em grego, “foto” significa luz e “grafia” significa escrita, portanto “fotografia” quer dizer “escrita de luz”. Tudo na fotografia é uma questão de luz, quando o fotógrafo clica, ele está escrevendo, numa caixa preta, a imagem com a luz da situação ambiental, que se formará no negativo.
De acordo com o fotógrafo Michael Busselle, a fotografia, assim como a música, é uma arte universal que transmite suas mensagens com maior força e de modo mais direto que as palavras. Também já disseram que “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Entretanto, para se obter o máximo de impacto nessa comunicação visual, será preciso conhecer plenamente o equipamento e algumas regras de composição fotográfica. É necessário que o interessado em fotografia participe de um curso para sua formação profissional, para que possa extrair o máximo da sua câmara e da cena que quer captar.
A princípio, parece uma tarefa banal, já que o ato de fotografar é mecânico e seu registro dura, geralmente, uma mera fração de segundos. Algumas pessoas chegam a questionar se a possibilidade de organizar vários elementos na mesma imagem não seria um privilégio dos fotógrafos de estúdio ou dos profissionais de computação gráfica, que, sem dúvida, têm mais tempo e recursos do que os fotógrafos ocasionais para analisar e decidir tais questões.
ÉR fácil observar quando um fotógrafo trabalha, é ele quem está tirando fotos, não sua máquina. O ato de fotografar implica em selecionar temas, decidir recortes, escolher pontos de vista e apertar o disparador num momento exato. Em geral, tudo isso é feito muito rapidamente, porém não podemos esquecer que toda a história de vida é requisitada, todos os quadros que o fotógrafo já viu, os filmes que já assistiu, os gostos pessoais, a moda, as capas de disco que gosta, a Tv... enfim, tudo que o fotógrafo viu está armazenado em seu inconsciente. Todo seu passado acaba se resumindo numa espécie de estética pessoal e será sempre uma referência para futuros trabalhos.
Fotografia é uma arte. Fotografar não é olhar o mundo através de um buraco na fechadura. Nas ruas, na praça, no campo aberto não existe buraco de fechadura. O fotógrafo quase nunca está fotografando secretamente. De alguma forma, ele está interagindo, está de alguma maneira interferindo. Por vezes, ele está mesmo ferindo. Na verdade, o fotógrafo é um exibicionista. Há uma atitude física do fotógrafo, uma maneira corporal de estar presente numa situação como fotógrafo.
Uma boa fotografia é o resultado de aliar essa estética a algumas regras de composição. Depois de assimilada, elas se incorporam ao olhar. Adicione à tudo isso criatividade e o leitor se surpreenderá com os resultados obtidos por esses fotógrafos maravilhosos e suas lentes fantásticas.

Alexandro Gurgel

3 comentários:

  1. Fotógrafo de primeirissima linha!!!rs

    ResponderExcluir
  2. Ops...Léo resolveu dispertar para o blog...muito bom, mais um seguidor!

    ResponderExcluir
  3. A Fotografia é a arte de conseguir expressar um momento único, que só pertence a um par de olhos. E, a mais nenhum. Pois, cada um vê o mundo do seu jeito: uns mais coloridos, outros menos; uns alegres, outros tristes; alguns preocupados com problemas sociais, outros, em retratar situações inusitadas e divertidas.
    A Fotografia é, portanto, a expressão mais íntima do olhar do fotógrafo sobre o que ele vê.

    ResponderExcluir